A melhor mãe do mundo

A melhor mãe do mundo

Levantam-se seus filhos e lhe chamam ditosa; seu marido a louva, dizendo: Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas. Enganosa é a graça, e vã, a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.
Pv 31.28 a 30.

“A melhor mãe do mundo é a minha!” Essa é a certeza que muitos filhos carregam em seu coração. Infelizmente, essa não é uma certeza de todos os filhos. Sim, que dura realidade. Muitas pessoas e até estudos científicos atribuem muitos males que alguns filhos carregam aos seus pais, e isso inclui a mãe.
Precisamos ser verdadeiros a respeito de um assunto tão importante. O papel da maternidade foi criado por Deus para ser uma bênção para toda a família e sociedade. Não é à toa que o “amor de mãe” é exaltado, pois ele faz toda a diferença.
Sabemos que “ser mãe é padecer no paraíso”, pois a maternidade traz consigo inúmeros deveres, tendo em vista que a mulher que é mãe, geralmente, também é esposa. Sobre isso, Charles Swindoll, em seu livro sobre Provérbios escreve: “Sem ignorar as alegrias e recompensas e aqueles momentos super especiais da maternidade, eu realmente quero reconhecer que as tarefas diárias dessa função podem ser um trabalho pesado! Lavar pilhas de roupas, passar, dobrar, limpar, comprar, cozinhar, transportar, ser uma juíza, uma técnica, encorajadora, conselheira, policial, continuar sendo diplomática, amável, misericordiosa, animada, responsável, equilibrada e sã(!) – todos os dias, realidades incessantemente repetitivas, como todas estas (e há mais!) podem fazer com que as mães de hoje se sintam presas e esgotadas.”
Ufa! Fiquei cansado só em pensar. De fato, “beleza não põe mesa”! Graça e formosura fazem parte daquilo que se elogia nas mulheres de modo geral, mas a “melhor mãe do mundo” vai muito além. Quem é a mulher louvada pelo marido e reconhecida pelos filhos? Quem é a melhor mãe do mundo segundo a Palavra de Deus? É aquela que teme ao Senhor!
O temor do Senhor traz confiabilidade. O livro de Provérbios nos ensina o caminho da sabedoria. Logo no seu início, aprendemos que “O temor do Senhor é o princípio do saber”, e como gostamos dessa parte do versículo, mas a continuação é igualmente forte e esclarecedora: “mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino”. A diferença entre uma mãe sábia e uma mãe louca, segundo a Bíblia, é o temor do Senhor. O temor do Senhor faz de uma mãe a melhor mãe do mundo – “Fala com sabedoria, e a instrução da bondade está na sua língua. Atende ao bom andamento da sua casa e não come o pão da preguiça. Levantam-se seus filhos e lhe chamam ditosa; seu marido a louva, dizendo: Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas.” (Pv 31.26-29).
O temor do Senhor traz graça para o dia a dia da mãe. Conheço mais de uma mulher que detesta o capítulo 31 de Provérbios. Ouvi de mais de uma mulher que essa mulher descrita ali não existe ou que é um insulto ao que é ser mulher. Talvez seja por isso mesmo que o texto inicia falando sobre a raridade dessa mulher, o valor dessa mãe em casa e na sociedade através do verso 10: “Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas joias.” Provavelmente essa mulher é a descrição da mãe de Lemuel, e claro, a descrição da mãe de muitos de nós, não é verdade? O que seríamos sem o amor e as ações de nossa mãe por nós? Charles Swindoll traz luz a esse assunto ao escrever que: “Ser uma [boa] mãe não é algo que ‘simplesmente acontece’ depois que você tem um filho(…) da mesma maneira que ter um piano [,] automaticamente [, não] faz de você um bom músico. Há uma enorme quantidade de trabalho na maternidade, muito mais do que a maioria das pessoas – incluindo muitos maridos – jamais saberá”. A melhor mãe do mundo não é perfeita. Mas ela sabe onde encontrar descanso, orientação e força para recomeçar. É na graça de Deus em Cristo que a melhor mãe do mundo é transformada de glória em glória!
Estou em dúvida, na verdade, se a melhor mãe do mundo é a minha, ou a dos meus filhos. E você? O que acha? É a sua mãe ou a dos seus filhos? Talvez não consigamos avaliar tão facilmente, mas, não somente hoje, podemos reconhecer e dar o louvor que elas merecem! Mãe que teme ao Senhor, com certeza, você é a melhor mãe do mundo. Feliz Dia das Mães!

Rev. Hédin Charles Mendes

Nenhum comentário

Adicione seu comentário