IPCG
IPCG
Para onde olhar em Tempo de Crise?
Para onde olhar em Tempo de Crise?

No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono (…)” Isaías 6.1a.

Alteração, desequilíbrio, instabilidade, vacilação, incerteza, queda, colapso, declínio, decadência, decrescimento, recessão, estagnação, paralisação, crise. Essas, infelizmente são palavras do cotidiano do brasileiro.
Não é só a economia e a política do Brasil que passam por crise. Muitas são as estatísticas das crises nos relacionamentos e na moralidade. As crises funcionam como um efeito dominó. Se não estamos no centro de alguma crise, as diversas crises ao nosso redor nos alcançam em níveis maiores ou menores.
As crises são reais e estão presentes no mundo. Desde o primeiro pecado, a crise está presente em nossas vidas das mais diversas maneiras. No entanto, não é só a crise que está presente no mundo a partir da queda, mas também o socorro de Deus, a solução para a crise, a salvação.
Isaías foi chamado por Deus para apontar o caminho ao Seu povo em meio à crise. O próprio nome do profeta significa “Deus (YHWH) deu salvação”, nome que se harmoniza completa-mente com sua mensagem. Sua pregação foi governada pelo tema de que só o Senhor é quem salva, enquanto que todos os esforços humanos demonstram ser vãos.
Deus chama Isaías no ano da morte do rei Uzias. Uzias fora rei de Judá, reino do Sul, descendente de Davi. O tempo de Uzias, após a divisão de Israel em dois reinos – Israel ao norte e Judá ao Sul – fora o tempo de maior desenvolvimento para Judá. Durante esse período Judá obteve vitórias sobre os filisteus, os árabes, os amonitas e os edomitas. Fortificou Jerusalém e outras cidades. Promoveu a agricultura, o comércio e a indústria. O cenário internacional, porém, estava mudando. A Assíria, depois de passar por declínio, voltava ao cenário liderada por um rei guerreiro e conquistador.
Justamente nesse momento, o grande rei Uzias morre. A pergunta nacional era: e agora? O desânimo e a desesperança começavam a tomar conta do povo de Deus quando ocorre o chamado de Isaías, que é registrado da seguinte forma: “No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono (…)”
A palavra usada para Senhor é “Adonai”, que significa “aquele que domina sobre todas as coisas”, o Deus Altíssimo. Na visão, Adonai está sobre um alto e sublime trono. Os próximos versos revelam anjos dizendo em coro: “Santo, santo, santo é o SENHOR dos Exércitos, toda a terra está cheia da sua glória.” O Deus Todo poderoso que não só reflete toda a sua glória através de seu ato criativo, mas também em seus atos de julgamento e redenção.
Uzias não está no trono terreno, mas Deus sempre esteve e se mantém no trono de toda a criação. A mensagem de Isaías, como já foi dito, é para que o povo de Deus se volte para o SENHOR. Que abandone todo e qualquer caminho que esteja em desarmonia com a Santidade do Rei dos reis e renda-se a Ele e sua sábia vontade.
Infelizmente, a nação de Judá não ouviu o profeta. Não se voltou para Deus, e deixou de experimentar a salvação da crise.
Hoje Deus continua no Trono, e, à Sua direita, se assenta o Filho de Deus, nosso Senhor Jesus Cristo, o qual, devido à sua obra de salvação através de sua morte na cruz e ressurreição, foi exaltado e recebeu autoridade no céu e na terra. Àqueles que confiam nEle para a sua salvação, Ele segue dizendo: “E eis que estou convosco todos os dias, até a consumação do século.”
Num país como o nosso onde a palavra crise tem os mais variados significados em quase todas as áreas de nossa vida cotidiana, onde experimentamos crises econômicas, políticas, relacionais e familiares, para onde devemos olhar? A resposta: Para aquele que está assentado no alto e sublime trono. Para aquele que tem toda autoridade no céu e na terra. Para aquele que é justo e estende sua salvação a todo o que crê. Precisamos olhar para Jesus, nos rendermos e confiarmos nele de todo o nosso coração, todo o nosso entendimento e toda a nossa força. Jesus é a salvação em toda crise.

 

Rev. Hédin Charles Mendes

IPCG
IPCG
IPCG
ENDEREÇO: Rua Coronel Saldanha, 1917, CEP: 85010-130 - Centro | Guarapuava/PR | Fone 42.3623-5791