IPCG
IPCG
Posso ter certeza da vida eterna?
Posso ter certeza da vida eterna?

“Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou, da morte para a vida.” João 5.24.

Jesus é o Príncipe da paz. Isso porque Ele traz em seu reinado, a verdadeira paz.
Ele veio para nos dar a paz. A paz que vem de estarmos, com Ele, em paz com Deus. Enquanto não estamos em Cristo, a Bíblia diz que somos inimigos de Deus, mas, em Cristo, somos aproximados de Deus, feitos filhos de Deus, herdeiros de Deus e coerdeiros com Cristo.

Um dos assuntos, porém, que tira a paz do ser humano, é tentar responder à seguinte pergunta: “Você sabe onde você passará a eternidade?” Essa pergunta tira tanto a paz que, dependendo das pessoas que tentam responder essa pergunta, pode haver um grande desentendimento e até briga feia
ver um grande desentendimento e até briga feia. Para alguns, tudo acaba quando morremos. Para outros, iremos para um lugar e depois viveremos novamente, aperfeiçoando-nos em nosso espírito. Há algumas pessoas que dizem: “o inferno é aqui!” Isso é estranho, porque se perguntamos a elas se desejam morrer, elas dizem que não, logo, se o inferno é aqui, pretendem ficar no inferno. É claro que o inferno não é aqui. A maioria, porém, das respostas é: “Deus é quem sabe!” Isso não deixa de ser verdade, pois é óbvio que Deus sabe quem viverá eternamente e quem será condenado. Mas essa é uma maneira de fugir da incômoda pergunta e da necessária reflexão. Pois a pergunta é: VOCÊ sabe onde passará a eternidade?

Jesus, o Príncipe da paz, traz paz ao ser humano a respeito disso também. Jesus é o Filho de Deus. Ele mesmo é Deus. Ele, juntamente com o Pai não apenas sabem, mas revelam a nós se podemos ter certeza da vida eterna ou não (João 20:21-22).

O texto acima são palavras de Jesus a este respeito. O assunto é tão importante que a expressão “em verdade, em verdade” se apresenta no início dele. Isso é um hebraísmo utilizado para chamar a atenção para um anúncio importantíssimo. É indiscutível a importância desse assunto para mim e para você, pois ele fala a respeito de nosso destino eterno.

Jesus então passa a falar sobre aqueles que tem vida eterna. O que é necessário? Ele responde:
É preciso ouvir a Sua palavra. Como dissemos acima, muitas são as respostas a respeito da vida eterna, quem somos, para que existimos e para onde vamos. Ouvir aqui, não é apenas exercer a capacidade que temos de ouvir, mas é escolher, entre tantas outras respostas, a resposta que Jesus dá. O que Jesus diz a respeito desse assunto. O que Ele mesmo afirma é que Ele é o único caminho, a verdade e a vida, e que ninguém vai ao Pai, senão por Ele. No texto Ele diz: “ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (João 14.6). Ele afirma que é o Filho de Deus, enviado para nos salvar através de sua morte substitutiva na cruz, recebendo em si a pena em nosso lugar e vencendo a morte. Jesus recebeu o salário do pecado que é a morte em nosso lugar.

É preciso crer naquele que O enviou. Quem enviou Jesus? No versículo 37, desse mesmo capítulo Jesus afirma: “O Pai, que me enviou, esse mesmo é que tem dado testemunho de mim.” Crer naquele que enviou a Jesus, é crer em Deus, no Pai, e no testemunho que o Pai dá. O Pai fala da vinda de Cristo em todo a Antigo Testamento. Quando no batismo de Jesus, o Pai fala em voz audível: “Este é meu Filho amado, em quem me comprazo.” Crer no Pai, é crer no enviado do Pai. É crer na missão do enviado do Pai, que é, entre outras coisas, nos dar vida eterna. É crer no único meio de salvação oferecido pelo Pai. É crer na obra do enviado do Pai, realizada na cruz do Calvário, em sua morte e ressurreição. É crer que assim como o enviado do Pai ressurgiu e foi assunto aos céus e se assenta à direita de Deus, Ele voltará. É crer em Jesus.

O que o texto nos mostra é que, se cremos verdadeiramente em Cristo como nosso Senhor e Salvador, o próprio Jesus diz que nós não passaremos da morte para a vida, mas, que já passamos da morte para a vida. O texto diz que, se cremos em sua palavra, e cremos naquele que O enviou, temos a vida eterna, não entraremos em juízo, já passamos da morte para a vida.

Diante disso, sabendo que temos a vida eterna se crermos em Jesus como nosso Senhor e Salvador, que nos salva não por nossas obras, mas por Sua obra, a pergunta muda: Você crê em Jesus, Sua palavra e obra? Você crê no Pai que o enviou? Você já o recebeu como seu Senhor e Salvador? Se ainda não, faça isso agora. Ore ao Senhor reconhecendo que não pode ser salvo por suas obras, mas que as obras de Jesus te salvaram. Deus te abençoe!

Hédin Charles Mendes

IPCG
IPCG
IPCG
ENDEREÇO: Rua Coronel Saldanha, 1917, CEP: 85010-130 - Centro | Guarapuava/PR | Fone 42.3623-5791